A Criação

O Renascer de uma Identidade

A conjugação dos factores climáticos amenos, dos declives soalheiros, da localização geográfica, da proximidade do mar, da protecção da montanha, e claro das pessoas que todos os dias vivem e cuidam das terras e vinhas da Quinta de S.Sebastião, dão corpo ao renascer de vinhos com uma frescura característica e uma identidade muito própria.

A Quinta de S. Sebastião apresenta um terroir ideal que garante a qualidade das mais variadas castas e se, aos factores naturais, juntar-mos o carinho e o respeito no cuidado que lhes damos, obtemos os frutos perfeitos que abrem as portas à criação de vinhos exclusivos, servindo os mais exigente e rigorosos critérios de selecção. Por isso, para os nossos tintos, as escolhas da fruta recaíram sobre um conjunto de castas nacionais e estrangeiras, as tintas francesas Syrah e Merlot e as portuguesas Touriga Nacional e Tinta Roriz (aragonês). Nas brancas a opção foi para as variedades nacionais Arinto e Cercial. Embora em 2007 a primeira vindima não tenha respondido às exigências, já em 2008 o resultado foi o renascer de vinhos com uma forte identidade.

O enólogo Filipe Sevinate Pinto, com quem contamos desde de 2012, abraçou este projeto trazendo todo o seu conhecimento, experiência e criatividade, para levar ainda mais longe os blends que vão fazer dos nossos néctares um marco de prestígio e identidade da Quinta de S. Sebastião.



back